terça-feira, novembro 18, 2014

Emprego, Relação de Emprego e Empregabilidade


1 - Emprego; 2 - Relação de emprego;
3 - Empregabilidade.
A palavra "emprego" é usada frequentemente
para se referir
à "relação de emprego" 
ou "vínculo empregatício". 

Pode-se dizer, de forma bem resumida, que o emprego é simplesmente o uso que o empregador faz do trabalho do empregado. A relação de emprego ou vínculo empregatício é o que erroneamente se costuma chamar de "emprego", ou seja, a relação configurada legalmente quando a pessoa empregada (pessoa física) presta serviço a outra pessoa (também pessoa física) ou a uma pessoa jurídica (empresa particular, órgão público, etc.). É a relação em que a pessoa física ou jurídica que contrata o profissional assume a condição de empregador. 
Para o desempregado ou o empregado, obter um emprego ou ser mantido nele é o principal recurso para que possa suprir suas principais necessidades materiais e se manter integrado à sociedade - isto é, é o principal recurso para manter uma renda. Para o empregador, o empregado precisa comprovar suas condições profissionais, físicas e morais atender às necessidades da pessoa física ou jurídica que o contrata ou o mantém empregado. Isto significa que o emprego é a condição básica para que a pessoa que trabalha em regime temporário ou permanente em qualquer atividade econômica satisfaça suas principais necessidades e, ao mesmo tempo, as do empregador. Para isto, o candidato a um emprego ou o empregado que queira ser mantido em suas funções precisa estar sempre comprovando sua empregabilidade, que é todo o conjunto de condições que ele precisa ter para ser considerado empregável. Uma pessoa empregável é alguém que esteja com as todas as condições físicas, mentais e capacitacionais de competir com outros profissionais de sua mesma área no mercado de trabalho. Atualmente, já não basta ser competente ou muito competente: precisa ser o mais competente possível. Com a atual situação em que o mercado de trabalho se encontra no que se refere à competitividade, uma pessoa só demonstra ser empregável quando revela claramente seus talentos para as funções que pretende exercer ressaltando, ao mesmo tempo, sua capacidade de se adaptar facilmente às novas necessidades que surgem constante e inevitavelmente. 
Isto pode ser resumido da seguinte forma: "Empregabilidade" é a capacidade do profissional ou empregado estar sempre se adaptando às novas exigências que surgem em função das constantes mudanças no mercado de trabalho. O tempo do "eu só faço o que sou pago para fazer" já acabou. Mesmo porque o funcionário é pago para exercer suas funções profissionais, mas também para para fazer o que a empresa ou o empregador precisarem que ele faça, desde que a determinação que ele receba para isto não seja ilegal nem fira princípios éticos. Em outras palavras, a empregabilidade é a capacidade do profissional ser empregado e ser mantido no emprego considerando-se sua capacidade profissional somada à capacidade de se proteger dos riscos que as mudanças no mercado de trabalho lhe possam

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem vindo! Obrigado pela sua participação.