Criado em 8 de fevereiro de 2010.

terça-feira, fevereiro 16, 2010

Turismo - sempre muitas oportunidades de emprego e de trabalho por conta própria.

Muitas pessoas querem ser agentes de turismo
por causa dos salários, 
que são muito atrativos. 
Porém, é preciso considerar outros fatores 
muito importantes para o sucesso profissional.
_______
Um número cada vez maior de pessoas está procurando os cursos para profissionalização na área de turismo. A maioria revela interesse em se tornar agente de viagens. Isto ocorre porque a imprensa tem divulgado que este é um setor que está se expandindo muito no Brasil e oferecendo ganhos financeiros acima da média nacional em relação a todas as outras atividades. Realmente existe um mercado muito promissor não somente para quem está se iniciando ou pensando em se tornar um agente de turismo como para os profissionais com experiência.

Entretanto, antes de optar por essa profissão, é preciso que o interessado conheça as exigências necessárias para um bom desempenho. Em primeiro lugar é preciso lembrar que o avanço da globalização está forçando cada vez mais o avanço da tecnologia, especialmente no setor de informação. Como consequência disso, ocorrem profundas mudanças no cotidiano de cada pessoa e de cada empresa de qualquer lugar do mundo. Os profissionais e as empresas do setor de turismo não fogem a essa regra. Portanto, existem algumas normas básicas a serem rigidamente seguidas.

O que é preciso saber antes de decidir atuar como agente de turismo?

As empresas buscam incessantemente estratégias inovadoras para atingir seu público alvo, e isto traz a necessidade de contratação de profissionais com novas idéias que possam se somar às experiências bem sucedidas. Além disso, é preciso que o agente de turismo esteja sempre disposto a trabalhar principalmente nos feriados, finais de semana e nos períodos em que a maioria das pessoas está de férias - isto geralmente ocorre durante as férias escolares, para que toda a família possa viajar.

Será mais valorizado o profissional que souber falar fluentemente o maior número de idiomas estrangeiros. Para começar, não precisa ser um poliglota, mas tem que ter um domínio bastante fluente pelo menos em inglês.

O agente de turismo precisa avaliar corretamente as atividades e fazer estimativas cuidadosas sobre os meses de alta e de baixa temporada. Para isto, sempre terá que estudar detalhadamente a demanda e estar bem informado a respeito das promoções e outras vantagens oferecidas aos clientes pelas empresas concorrentes.

É preciso lembrar que "gostar de viajar" não significa que você poderá gostar de atuar no setor de turismo e também não quer dizer que você será bem sucedido nesse setor. Viajar de férias ou aproveitando um feriado prolongado pelo final de semana é uma coisa, viajar trabalhando é outra.

O agente de turismo - ou agente de viagens - tem que ter talento para fazer o turista sentir que está vivendo uma experiência inédita, inesquecível. Algo que que poderá fazer com que o turista deseje usufruir dos serviços da empresa numa próxima oportunidade ou a indique a amigos, familiares, etc., depois de voltar para casa. Para isto, o agente precisará ter a capacidade de oferecer pacotes individuais ou coletivos (família, excursões, etc.) adequados para cada situação e cada tipo de turista.

O profissional precisa saber indicar os hotéis e as melhores condições de infraestrutura. Isto significa que não basta indicar hotéis muito bonitos, extremamente confortáveis, em locais paradisíacos. É preciso saber se o local onde o hotel escolhido se encontra oferece bons serviços em setores como segurança, transporte, saneamento básico, fornecimento de água, etc.

Por que é necessário que o agente de turismo tenha todas essas condições?

O turismo é um investimento a longo e médio prazos. Isto quer dizer que sempre existe uma extensa demanda de gastos com qualificação de mão de obra, marketing, propaganda e qualidade de serviço. Portanto, o profissional do setor é obrigado a prestar muita atenção quanto às projeções de investimento e aos prazos de retorno.
Há um número cada vez maior de pessoas está procurando os cursos para profissionalização na área de turismo, a maioria revela interessada em ser agente de viagens, porque este é um setor que está se expandindo muito no Brasil e oferecendo ganhos financeiros acima da média nacional em relação a todas as outras atividades. Entretanto, antes de optar por essa profissão, é preciso que o interessado conheça as exigências necessárias para um bom desempenho. 
Em primeiro lugar é preciso lembrar que o avanço da globalização está forçando cada vez mais o avanço da tecnologia, especialmente no setor de informação. Como consequência disso, ocorrem profundas mudanças no cotidiano de cada pessoa e de cada empresa de qualquer lugar do mundo. E os profissionais e as empresas do setor de turismo não fogem a essa regra. Portanto, existem algumas normas básicas a serem rigidamente seguidas.

O que é preciso saber antes de decidir atuar como agente de turismo?

As empresas que atuam em quaisquer atividades precsiam buscar incessantemente estratégias inovadoras para atingir seu público alvo. Isto traz a necessidade de contratação de profissionais com novas idéias que possam se somar às experiências bem sucedidas. No caso do turismo, é preciso que o agente, além de comprovar sua capacidade de estar sempre inovando em seu trabalho, esteja sempre disposto a trabalhar principalmente nos feriados, finais de semana e nos períodos em que a maioria das pessoas está de férias - isto geralmente ocorre durante as férias escolares, para que toda a família possa viajar.

Será mais valorizado o profissional que souber falar fluentemente o maior número de idiomas estrangeiros. Para começar, não precisa ser um poliglota, mas tem que ter um domínio bastante fluente pelo menos em inglês.

O agente de turismo precisa avaliar corretamente as atividades e fazer estimativas cuidadosas sobre os meses de alta e de baixa temporada. Para isto, sempre terá que estudar detalhadamente a demanda e estar bem informado a respeito das promoções e outras vantagens oferecidas aos clientes pelas empresas concorrentes.

É preciso lembrar que "gostar de viajar" não significa que você poderá gostar de atuar no setor de turismo e também não quer dizer que você será bem sucedido nesse setor. Viajar de férias ou aproveitando um feriado prolongado pelo final de semana é uma coisa, viajar trabalhando é outra.

O agente de turismo - ou agente de viagens - tem que ter talento para fazer o turista sentir que está vivendo uma experiência inédita, inesquecível. Algo que que poderá fazer com que o turista deseje usufruir dos serviços da empresa numa próxima oportunidade ou a indique a amigos, familiares, etc., depois de voltar para casa. Para isto, o agente precisará ter a capacidade de oferecer pacotes individuais ou coletivos (família, excursões, etc.) adequados para cada situação e cada tipo de turista.

O profissional precisa saber indicar os hotéis e as melhores condições de infraestrutura. Isto significa que não basta indicar hotéis muito bonitos, extremamente confortáveis, em locais paradisíacos. É preciso saber se o local onde o hotel escolhido se encontra oferece bons serviços em setores como segurança, transporte, saneamento básico, fornecimento de água, etc.

É necessário que o agente de turismo atenda a essas exigências porque sua atividade é um investimento a longo e médio prazos. Isto quer dizer que, no turismo, sempre existe uma extensa demanda de gastos com qualificação de mão de obra, marketing, propaganda e qualidade de serviço. Portanto, o profissional do setor é obrigado a prestar muita atenção quanto às projeções de investimento e aos prazos de retorno.


No próximo artigo, uma entrevista com Mário Persona sobre a importância da criatividade e de outros fatores em todos os setores. 

4 comentários:

Diego disse...

Ótimo texto,parabéns! :)

Elias Alves disse...

Olá, Diego! Obrigado pela sua participação e pelo seu apoio. Convido você a conhecer o site "Espaço do Empreendedor" - http://sites.google.com/site/espreendedor

Grande abraço!

Lucas Peres disse...

Olá, Diego!
Muito bom o texto, ele me esclareceu muitas dúvidas sobre esta área de trabalho.
Agora sim,'tenho certeza de que faculdade fazer!
Obrigado.

Elias Alves disse...

Lucas, Diego não é o autor do texto, ele é um dos meus leitores. De qualquer forma, também agradeço a você pelo seu comentário e por prestigiar este site, e fico feliz por saber que o meu artigo o ajudou a tomar uma decisão, a qual espero que de fato tenha sido a melhor para você. Entretanto, sugiro que você se submeta antes a um teste vocacional - não faça esses "testes vocacionais online", é necessário o acompanhamento pessoal de um psicólogo especializado. Procure um instituto de psicologia aplicada em sua cidade. Grande abraço!